Amanda Costa

Astrologia Poética

Drops Astrais

Carnaval e Astrologia - simbolismo:
25/02/2020

Rodopia, se equilibra, dá risadas, cambalhota, se firma e se transforma. O nome do bailarino é ninguém, o nome é humanidade. No tambor dos passos, sola do pé no coração do planeta, pulso no pulso e mão na mão, cantamos & dançamos a ciranda da vida infinda.

Participação mística: o #CARNAVAL, o #ANOSOLAR e a #ASTROLOGIA e seu simbolismo arquetípico
Estamos no final do Ano Solar que, do ponto de vista astrológico, se inicia em março - em 2020, no Brasil, 20/3 às 0h49min -, quando o Sol ingressa na região do céu que corresponde ao signo de #Áries e assinala o #equinócio de #outono no hemisfério sul.
Imenso é o salão cósmico... Poucos sabem que quando estão brincando no Carnaval participam de uma celebração ancestral, um rito pagão que simboliza o final de um ciclo: a alternância constante entre o caos e o cosmos, um rito de passagem para outro ciclo. No fogo das festas, um velho ano/velho mundo é extinguido e transmutado para renascer em outra qualidade na Quarta-feira de cinzas.
Desde tempos imemoriais repetimos um ritual de comemoração da mudança de ano através das festas de Carnaval. O Carnaval faz parte dos esquemas simbólicos dos ritos cosmogônicos e de Ano-Novo, marcados por orgias e festas onde todas as regras são abolidas. Como nos mitos de origem e de iniciação, são usadas máscaras e fantasias que funcionam como um meio para estabelecer uma conexão com uma entidade, um animal etc. O uso desses objetos expressa uma identificação com o poder e as qualidades que a imagem representa, assim como o rompimento com um padrão anterior de si mesmo. Nas festas carnavalescas rompemos com formas e regras do cotidiano, misturando-nos uns aos outros, brincando no sem-limite. É um bota-fora, numa espécie de purificação. O Carnaval é uma reminiscência, um ritual que reatualiza e preserva ritos ancestrais de celebração da renovação das forças da natureza.
Apesar de às vezes ocorrer durante o período de Aquário, o simbolismo do Carnaval tem correspondência com o signo de #Peixes. A etapa evolutiva de Peixes (elemento Água), após a experiência mental aquariana (elemento Ar), representa a vivência emocional da condição humana em um cenário universal, a fusão da natureza pessoal com a natureza coletiva, uma experiência de mergulho. Como último signo, há a união de todas as formas em uma unidade em que todas as diferenças são eliminadas, fundindo-se no Todo. Esta imersão na totalidade representa o fim de um ciclo, como uma incubação, gestando o novo ciclo que se abrirá quando o Sol ingressar em #Áries (elemento Fogo), o primeiro signo do ciclo zodiacal, chispa que brota do tudonada, Sol que nasce do mar.