Amanda Costa

Astrologia Poética

Drops Astrais

aniversário CaioF:
12/09/2018

Na memória do amor de amigo, sempre. Saudades boas.
Caio Fernando Abreu, 70 anos em 12/9/2018
"Creio que tudo que escrevi gira sempre em torno de duas sedes humanas atávicas: a necessidade de Deus (ou pelo menos de alguma ideia do sagrado) e do amor. (...) Cada dia e cada coisa têm sua cota de mel e de espinho. Mas o mel pode tornar-se enjoativo, e sempre se pode descobrir um jeito de acariciar os espinhos. Para quem contempla a ciranda alucinada de maya nada é alegre nem triste, e todas as coisas nos ensinam que são o que são – neste plano, pura ilusão. A questão, e é sobre isso que escrevo, é que existem outros planos. Uma das funções da literatura, para mim, é tentar desvendar esses planos, sejam eles emocionais, psicológicos, econômicos, históricos, espirituais: abrir janelas sobre a incompreensível imensidão e contemplá-la. Depois, cantar."
foto de Dulce Helfer em 1988, publicada em meu livro "360 Graus - Inventário astrológico de Caio Fernando Abreu"