Amanda Costa

Astrologia Poética

Céu da Semana



a primeira impressão
o abraço
a pressão da vida que ascende do profundo
do tudo que brota
vital
simplesmente sendo o que é
a luz
antes da mente
o grande gozo cósmico de onde tudo vem

Fogo dos inícios na Nova Lua de Áries (27/3). A luminosidade nasce da fusão entre o fogo e aquilo a que ele se associa. Fogo para criar, fogo para incendiar e extinguir, vida que se gera e se regenera. Fogo para ver longe, para quem tem fogo de ver.
Força pura. Superabundante energia: o que fazer com tudo tanto? Impulsos diversos em direção ao externo: para onde, com que objetivo? Equilibrar individualidades e propósitos em comum é desafio. Consciência é o mote.

Mercúrio, viajante e escriba, transita em Touro de 31/3 a 20/4 e aquece as conversas, dando corpo às mensagens que o fogo de Áries arriscou. Portas de percepção ampliadas, limiar a cruzar, zona intermediária onde os opostos se encontram. Forças do elemento Terra, vida que vem do chão, lavoura, trabalho que toma forma na lavra da palavra. Tradutor da voz, do silêncio e da pauta nas respirações alteradas, vibração que afina escuta, leitura e profecia.

Giram as esferas, pupilas se contraem e se dilatam no ato amoroso, um lance de dados reinventa o acaso e giradança nos compassos do poema.