Amanda Costa

Astrologia Poética

Céu da Semana



À margem do céu, o navegante contempla seu próprio infinito.

Diferente, sendo o mesmo, o Sol ingressa no arco zodiacal de Peixes (18/2, 14h17min) e convida para navegares e mergulhos no caldo das emoções, sonhos, imaginações, inconscientes, inefáveis & outros "ins". Poderes do elemento Água, fonte e origem da vida. Em Peixes, a natureza humana pessoal e individual une-se à natureza universal; há uma integração/dissolução de todas as formas em uma unidade, sem limites, fundindo-se no todo. Águas fechando o verão, o astro rei conclui sua marcha pelo zodíaco, gestando o novo ciclo que se iniciará quando acessar a região de Áries, em 20 de março, inaugurando o ano solar e astrológico. Peles expostas, ouroboricamente retornamos ao início da história, encontro de todas as histórias, fim e começo, o vir a ser e o eterno é.

O mensageiro e linkador Mercúrio transita em Peixes de 18/2 a 6/3: comunicação que se dá por comunhão. Outra forma de compreensão se apresenta, abolindo limites, dissolvendo conceitos, transcendendo o racional. O templo portátil do corpo navega, intercambiante canal de ilimitados pensamentos e emoções.

Em cadência com o Sol e a Terra, a Lua desenha seu Crescente (23/2), singular canoa a flutuar. Movimento de expansão: seiva que ascende, desafio do progresso, forças vitais em crescendo. Energia potencial para dinamizar nossos intentos, avançar em nossos processos, dar forma ao proposto, tomar novos impulsos.

Unos e diversos, caminhamos pelas praias do cosmos. Areias do tempo e do espaço registram nossa trajetória singular, matriz comum e plural com todos os reinos e elementos.

*****Acompanhe diariamente o movimento dos astros na coluna "Astros em Trânsito" *****