Amanda Costa

Astrologia Poética

Céu da Semana



Luz rompendo o escuro, casca que se abre, força dos inícios.
Tudo quer ser, nascer, fazer o dia e seus infinitos.
No ventre da generosa mãe noturna, nascimentos e renascimentos são gestados.
Em torno da grande fogueira, grandes e pequenos entoam a canção da eternidade.

A Lua encontra o Sol fulgurante e vital e se faz Nova no signo de Áries (15/4 22h57min), onde também transitam o comunicante Mercúrio e o libertador Urano. Quando parece mais ausente, sem ser vista da Terra, mais presente a Lua está, conversando com o Sol. Jornada de impulsos e avanços que irrompe por florestas e veios, fertilizando caminhos e vias, tocha nos corredores da mente. Ímpeto e força abrem espaços, fertilizam ideias e progressos. Aventura e sabedoria devem andar juntas, porém. Fotografia emergindo lentamente na câmara escura, as revelações do interior serão divisadas aos poucos na evolução do ciclo.

Música silenciosa, antes de tudo, antes do antes.

*****Acompanhe diariamente o movimento dos astros na coluna "Astros em Trânsito" *****